Páginas

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Borrões

As coisas já não eram mais tão claras, ou melhor tão nítidas. Olhava em volta e tudo que via era um monte de borrões, não entendia o motivo disso sempre enxerguei claramente e por que agora tudo não passa de um borrão.


Ta foda não consigo manter o foco, olho pra um velho conhecido no lado da rua e é como se fosse qualquer um, porque tudo agora parece ser a mesma coisa exceto por um detalhe ou outro, mas no geral continuam sendo borrões.
Já estava começando a ficar preocupado e então fui ao médico descobrir o que havia de errado comigo:

— Bom dia, o que houve com você?

— Bom dia doutor, bom é que não vejo mais as coisas como antes.

— Isso é normal, a gente muda de opinião de sobre algumas coisas com o tempo.

— Não é isso doutor, é que as coisas já não são tão claras pra mim.

— Ah normal também, todo mundo tem dúvidas.

— Também não é isso, é que simplesmente eu não consigo ver o que está acontecendo ao meu redor, não 
sei quem vem ou o que vem, nem quem vai ou o que vai. Não vejo nada a frente.

— É… você quer ver o futuro, é isso?

— … não doutor.

— Olha vamos fazer uns exames, assim fica mais fácil diagnosticar.

— Ta bom.


— Então doutor é grave?

— Haha, agora entendi tudo.

— O que é?

— Você tem miopia, ta aqui a receita, já pode encomendar os óculos.


E assim meu mundo voltou a ser nítido de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário